CORTE

A série sem fim.

Comecei a desenvolver essa série no início do ano passado.

O tema ganhou espaço em minhas pesquisas, suspeito que sintetizando e ajudando a definir e nortear o que tento dizer nos processos artísticos que realizo.

FOTOGRAFIAS DO PROCESSO DE CRIAÇÃO DE CORTES FEITOS POR THIAGO BRITTO

Ainda que a arte no corpo hoje passe por um processo de crescente aceitação por conta das perspectivas sociais que estão sendo revistas — mesmo que transvestida de um cuidado burguês inacessível às classes operárias —, no que diz respeito ao hábito do conforto, a prática da tatuagem permanece acessando a mesma perspectiva física: a dor.

A arte que desenvolvo caminha na estética do sutil. Mas feito fina lâmina afiada, questiona valores, hábitos e morais. Pois proponho aqui arte nos corpos, o que envolve dor, desconforto, sangue e cicatrização.

</